Skip to content

O Rasgar da Luz

Julho 10, 2016

rasgar da luz

Não ouvem o rasgar da luz. Nem o resvalar, para a vereda continuada, dos farrapos. Surdamente, deduzem, apenas, as claridades certas, e as penumbras normais, que se alternam no paradigma vivo dos arvoredos reais – enquanto ouvem tilintar cintilações em bosques que vêem… de asas de fadas. Talvez por isso não vejam. A sombra plena que emergiu, com fragor definido, de contornos perfeitos, nua, e de pé. Na vereda continuada onde caíram, sem que os ouvissem, os farrapos da luz.

© 2016 – Alexandra *

(Imagem: Fragmento de “Piano Concerto” © Joseph* & Alexandra* ~ OneLight®)

 

No comments yet

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: