Skip to content

Facetas em rota de colisão

Setembro 26, 2009

Deste lado, há muito que não se escreve. Muito, em momento que não, não assoma, porque não provém do muito, em soma, que o querer não quer. Deste lado, querer não é poder, mas é força, é nervo. É nervo reservado, oculto entre tendões nem sempre retesados, mas enrijados por tensões que o adestramento flexibiliza, antes que quebrem. Deste lado, há a margem em branco do outro lado. Conscientemente proscrita para que, conscientemente, nenhum lado a alcance e nela conceba. Deste lado, não se cria. Assume-se o que se amamenta do que, a outros lados, peja. Deste lado seca-se o que, a outros lados, alimenta. Cevam-se fomes de fomes que, deste lado, não há, porque foram morrer de fartura viva noutros lados. Deste lado não se sofre, nem atura, nem suporta, o que, deste lado, se consente e se disfarça em outra face, porque, como tudo, de lado para lado, face a face, passa. Logo, deste lado, o que é logo já não é, e agora é, já, o que não foi. Deste lado, contradiz-se o indizível. E a antinomia é, do outro lado, a impassível, enganosa face que se diz. Deste lado não há lado que obste à obstinação em não ser, nem neste nem noutro lado. E assim, a rota é cega, porque, lado a lado, corre a acuidade de lados que se sabem, afinal, percorrendo o espaço ínfimo que falta para que se encontrem. E se abalroem, face a face. Com os destroços precisos para que, a este lado, arribe, sentida, consentida, a voz primordial de todas as facetas. Inteira, numa palavra.

– © Alexandra Oliveira (OneLight*®)

2 comentários leave one →
  1. Maria João Oliveira permalink
    Outubro 5, 2009 12:15 am

    Sinto, neste texto, uma espécie de vapor em compressão. Por isso, ele se torna mais forte (o texto…), à medida que o vou relendo…

    Abraço

    Maria João Oliveira

  2. Jorge Manuel Gonçalves permalink
    Janeiro 9, 2010 4:21 pm

    A autora é uma malabarista das palavras. Distende-as, comprime-as, distorce-as, agrupa-as, separa-as, enfim, joga com elas de modo a resultar, sempre, um maravilhoso quadro! Bem haja Alexandra pela arte que, conosco, partilha!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: