Skip to content

Geração

Agosto 12, 2009

aimea3

Não, não durmo. Percebo-me e percebo. Quietamente viva. Como um lago que considerasse o reverso da folha que flutua. Como se o fizesse com os lábios. E, quietamente, animasse todo o verso. E, concebendo-me, concebesse, fluida, toda a árvore.

– © Alexandra Oliveira (OneLight*®) – Todos os direitos reservados

(Imagem de “Imagery by Aimea”)

5 comentários leave one →
  1. Maria João Oliveira permalink
    Agosto 15, 2009 1:51 am

    “(…) E concebendo-me, concebesse, fluida, toda a árvore.”

    É muito bela esta fusão corpo/folha. Uma simbiose perfeita entre dois seres (a folha e a poeta, porque não?) que, além de outras coisas, têm em comum a captação da luz (uma das suas mais belas especializações). A nervura central da folha e a medula espinhal são uma só. Os nervos que partem desta ramificam-se, transformam-se em nervuras secundárias de folha. E esta fusão culmina no todo (a árvore).
    A beleza, ou seja, a harmonia entre as partes e o todo está bem presente na imagem e nas palavras.
    Parabéns, Alexandra!

    Um grande abraço
    Maria João Oliveira

  2. Agosto 17, 2009 9:13 pm

    Eu non quero ser soez no comentario. Nin siquera no pensamento; mais como non percibir a simbiose da folha co mesmo verbo que procura a vida e -simultáneamente- aporta ledicia e pracer?. Cecais sexa onde radique esa fusión á que alude Maria João.

    Beijos dende o revés

  3. Alexandra Oliveira permalink*
    Agosto 19, 2009 6:13 pm

    … muito gosto eu de ler as leituras daqueles que me lêm! :0) são dimensões novas, únicas, de sentires multidimensionais e únicos, saltando (gerando-se) da simbiose da expressão com a impressão. sim, amigos, fundo-me com a folha, a árvore, a seiva, a volúpia (para mim, viver é uma volúpia…) e o prazer… e eles fundem-se comigo. beijos aos dois,
    da “fugitiva” ;0)

  4. Setembro 4, 2009 10:43 pm

    E pasou o agosto e xa estamos inmersos no setembro…
    Tiñas razón Alexandra, cando te autodenominaches ocmo “fugitiva”.

    Beijos galegos, alí por onde andes…

  5. Jorge Manuel Gonçalves permalink
    Janeiro 9, 2010 4:37 pm

    Lê-la é uma volúpia, Alexandra!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: